SEJAM BEM VINDOS AO BLOG "DONA MOCINHA DO BRASIL"


"Dona Mocinha do Brasil" A LOJA

Na loja física DONA MOCINHA DO BRASIL temos peças artesanais de várias regiões do Brasil, em barro, madeira, ferro, tecido, fibra, tear, cabaça, marchetaria, cerâmica pintada a mão e ... muito mais!!!
Também peças decorativas para jardins e varandas e p
eças decorativas e utilitárias para a sua casa.

Rodovia Bunjiro Nakao Km 46,3 - sentido Ibiúna - no estacionamento do Império do Milho, a 700 metros da Rod. Raposo Tavares - Vargem Grande Paulista, logo após Cotia.


ABRIMOS AS SEXTAS, SÁBADOS, DOMINGOS E SEGUNDAS das 12:00 h às 19:30 horas.
FECHADO AS TERÇAS, QUARTAS E QUINTAS - p/ reposição de mercadoria.

Se tiver dúvidas me ligue, Audeni 15 98102-4215 Tim, 11 99354-3955 Claro OU 11 99873-9101 Vivo.
Ou mande e-mail:

audenisilva@gmail.com

TRANSLATE

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

CONTO DE FADAS P/ MULHERES DO SÉC. 21

Semaninha curta, mas difícil, vamos rir um pouco - a ala masculina não vai sentir muita graça, rsrsrs


Os dois menores e MELHORES contos de fadas do mundo !!!

1- CONTO DE FADAS PARA MULHERES DO SÉC. 21:

Era uma vez uma linda moça que perguntou a um lindo rapaz:
- Você quer casar comigo?

Ele respondeu: NÃO!

E a moça viveu feliz para sempre, foi viajar, fez compras, conheceu muitos outros rapazes, visitou muitos lugares, foi morar na praia, trocou de carro, mobiliou sua casa, sempre estava sorrindo e de bom humor, nunca lhe faltava nada, bebia cerveja com as amigas sempre que estava com vontade e ninguém mandava nela.

O rapaz ficou barrigudo, careca, o "p" caiu, a bunda murchou, ficou sozinho e pobre, pois não se constrói nada sem uma MULHER.

FIM!!!


2- CONTO DE FADAS PARA MULHERES DO SÉC. 21:

Era uma vez, numa terra muito distante, uma linda princesa independente e cheia de auto-estima que enquanto contemplava a natureza e pensava em como o maravilhoso lago do seu castelo estava de acordo com as conformidades ecológicas, se deparou com uma rã.


Então, a rã pulou para o seu colo e disse:
- Linda princesa, eu já fui um príncipe muito bonito, mas uma bruxa má lançou-me um encanto e eu transformei-me nesta rã asquerosa.
Um beijo teu, no entanto, há de me transformar de novo num belo príncipe e poderemos casar e constituir um lar feliz no teu lindo castelo.
A minha mãe poderia vir morar conosco e tu poderias preparar o meu jantar, lavarias as minhas roupas, criarias os nossos filhos e viveríamos felizes para sempre....

E então, naquela noite, enquanto saboreava pernas de rã à sautée, acompanhadas de um cremoso molho acebolado e de um finíssimo vinho branco, a princesa sorria e pensava:
- Nem fo....den...do!!!

FIM!!!

Contos acima de Luis Fernando Veríssimo

Nenhum comentário: